Atividade

  • Pedro Paulo Fabbri publicou uma atualização no grupo Logotipo do Grupo Cidadania Italiana DúvidasCidadania Italiana Dúvidas 2 semanas, 5 dias atrás

    Olá Polentona, eu realmente estou precisando da ajuda de vocês. Eu possuo praticamente todos os documentos para o reconhecimento da cidadania, entretanto, menos a certidão de casamento dos meus bisavôs (italianos), que foi celebrado na Argentina. Tentei de todas as formas localizar, tentando entrar em contato com a paróquia e inclusive pagando serviços de busca na esperança que estivesse em algum cartório e nada. Bom, na certidão de nascimento do meu avô, o italiano foi o declarante e na certidão de óbito do pai dele, o italiano, consta os nomes dos filhos que ele deixou, inclusive o do meu avô. O que eu quero dizer com isso é que não há dúvidas sobre a veracidade das certidões e do meu direito à cidadania, seria possível dar entrada na Itália sem esse documento? E caso não seja possível, como proceder no meu caso? Levando em consideração que esse documento não está em lugar algum, existe algum outro meio?

    • Todas as certidões estão em inteiro teor. A certidão de nascimento italiana está assinada e carimbada.

    • Bom dia Pedro Paulo,

      tudo bem? 🙂 Pelo que você relatou você possui direito sim, não precisa apresentar o casamento. Seu caso seria o de número 03, veja:

      Para a lei italiana, um filho é legitimo (e consequentemente a transmissão da cidadania) quando

      1 – Nasce de uma união matrimonial ocorrida anterior ao nascimento ou
      2 – Os pais se casam durante a minoridade da criança e legitimam o filho ou
      3 – O genitor italiano é quem declara o nascimento do filho e o declara como legitimo (é importante que o genitor declarante seja aquele de quem se pretende a cidadania italiana) ou
      4 – Quando é declarado pelo genitor ascendente, mesmo na maior idade, como filho legitimo. Neste caso o reconhecido tem o prazo não prorrogável de 1 ano, contado a partir da data do reconhecimento, para solicitar a cidadania italiana. Caso não o tenha feito, perde o direito perpetuamente e não transmite a cidadania aos seus descendentes.

      O melhor no seu caso é enviar tudo para análise gratuita. Se você solicitar nossa proposta de trabalho no menu Serviços irá receber todas as instruções sobre como proceder.

    • Ah sim, que ótimo saber disso, porém me restou uma dúvida, como assim caso 3? existe alguma legislação específica que preveja essa possibilidade? Se existe, por favor, me indique para que eu possa dar uma olhada. Outro ponto, eu gostaria sim de ter os meus documentos analisados por vocês. Em novembro estou indo pra Portugal e logo depois para Itália, por conta do intercâmbio, então queria ver se existe realmente a necessidade de ficar em Pavia, pois como eu estaria morando na Itália, mas em outra comune, isso diminuiria os custos. Antes de ir para Itália, eu teria que validar os documentos no consulado brasileiro, não haveria nenhum problema decorrente da ausência dessa certidão de casamento?

    • Olá Pedro Paulo,

      Vc só terá a certeza de que não precisará dessa certidão de casamento depois de ter seus documentos analisados gratuitamente pela Polentona. Se ela falou que vc parece ter direito, é porque vc se encaixa nos requisitos necessários para obter a cidadania italiana.
      Depois de ter os documentos analisados e se estiverem de acordo com o que o Comune de Pavia exige , vc pode ficar tranquilo que não tem como dar errado , pois a Polentona não permite que ninguém inicie um processo com eles, antes de ter a ctz que a documentação está correta , para que o cliente não perca a viagem.
      Sim, vc teria que ficar em Pavia e o tempo mínimo agora parece que mudou, são 45 dias. Pq teria que ficar lá , pois vai passar um oficial italiano para averiguar se vc reside lá , pois enquanto o seu processo de cidadania ocorre , vc tem que estar registrado com endereço na Italia. Vc tem que tomar cuidado, pois cada Comune exibe uma documentação , por exemplo em Pavia não é necessário a certidão de óbito , mas outros communes podem exigir. Então quando eles analizarem seus documentos , é de acordo com a exigência de Pavia. Se for fazer por outro commune , terá que saber a exigência de lá e será o oficial daquele outro Comune que irá passar para ver se vc tem residência naquele lugar. Cada Comune tem seu properio pessoal e por isso não tem como vc dar entrada em Pavia e esperar em outra cidade , enquanto o oficial não passar. No meu caso, eles passaram em uma semana, depois que eles passaram, eu pude deixar a Itália. No seu caso, depois que eles passarem vc poderá ir para a cidade que irá residir. Ah, não esquece de averiguar , como seu caso é Intercambio , se vc poderá fixar residência , em seu nome em outro lugar, além de Pavia, pois acho que não pode. Apesar que Intercambio, vc fica na casa de uma família geralmente , isso não teria nenhum problema.
      Se vc for fazer o processo com a Polentona, já está incluído estadia no preço do pacote, vc não vai pagar a mais por isso, a não ser que queira um apartamento só para vc.
      Vc não tem que validar esses documentos , vc precisa traduzir e apostilar, depois de ter as análises é claro , pois assim não correndo risco de gastar duas vz.
      Vc sabe o que é a Convenção de Haia? Depois disso ficou tudo muito simples , pois vc não depende de ninguém , pois a exigência é a tradução e o apostilamento. Se tiver algum certidao que não seja brasileira , aí a Polentona vai te dizer o que precisa fazer.
      Ah, todas as certidões tem validades de um ano para apostilar , não pode passar disso, depois de apostiladas , no Comune de Pavia vc tem mais dois anos.
      A certidão do italiano , precisa tb ter menos de um ano, mas não precisa apostilar , pois vc só vai usar lá , nenhuma certidão italiana vc apostilará. A Polentona faz a busca pra vc e se fizer o processo com eles, eles não cobram por essa certidão, pelo menos no meu caso não cobraram. Para a análise , vc precisa se todas as certidões , inclusive a italiana , ou pelo menos uma cópia dela, mesmo que os documentos tiverem mais de um ano, para a análise não tem problema.
      Boa sorte.

    • Desculpe pelo erros ortográficos , estou digitando de celular e as vz o corretor muda as palavras.